20/09/2013

Novo Blogger

Apresento para vocês meu novo blogger...

24/03/2013

Meu livro publicado



Sinopse do Lembranças imposto pelo tempo
 
De modo poético e prosador, o livro conta sobre as minhas tristezas e dificuldade de aceitar que havia crescido, que já no estava mais na casa dos doze anos pra baixo.
 Minha infância já não mais habitava meu corpo, sinais que estava virando mocinha começavam a aparecer.
Minha juventude era carregar lembranças de uma infância linda e com pitadas de tristeza.
Passamos a viver uma da outra. Hora eu as carregava em meus alvitre, outras vezes ela era quem me tirava da minha realidade: estudar pra um futuro melhor, e trabalhar para o alcance desse futuro.
O livro traz a busca pelas sensações que eu perdi em meu crescimento; traz a tristeza que senti ao sair de minha terra natal (São Paulo) e vim parar em uma cidade que na época era apenas mato; traz a esperança que contatos antigos não fosse desligado; que meus amigos de minha infância não me esquecessem, apesar de termos crescido; traz a vontade de resgatar cada momento de minha infância em São Paulo.
Ele é minha primeira obra literária, sua linguagem é simples e poeticamente lindo.
As palavras, suas forma de se juntarem, unirem-se, foram feitas de maneira que parecesse acariciar o leitor por dentro, deixando ele se sentir amado pelas letras.

09/05/2012

Minhas tias guerreiras


Jeodete e Janete

Neste amanhã.                                                                              


Como es belo e agradabilíssimo estar junto a ti nesse dia sem trabalho,
Sentarmos pela sala e nos por a conversar,
Sentir ouvir me meus problemas e preocupações,
Não se fazendo de surda aos meus pronunciares.

Hoje aqui me encontro rente a tua face,
Deixando debruçar sobre teu ombro antigas lágrimas,
Que tão mansamente tua voz enxuga,
Quando a mim declama seus conselhos de vida.

E nesse dia que tua voz sopra em meu rosto,
Vejo evacuar me as sombras das lágrimas revoando o céu,
Lágrimas que se pesava em meu rosto.

Um rosto já cansado de sombreamento distante,
Um rosto fadigado de não ser meu próprio rosto,
Um rosto de esperança desnuda,
Nua em semblante e voz,
Que traz em sua bagagem uma lágrima recolhida do chão.

Que mãos que já vem com palavras do tempo,
Que a boca se desencarrega de dizer,
Que trás o rosto umedecido em rugas,
Que mão que se encontra no tempo,
E que se ainda tivesse cansado, buscava a um copo colher minhas lagrimas,
Se elas já não tivessem firmeza em as segurar.

Que bom é estar sem falar e ter voz para tanto,
Sorrir quando a felicidade me foge,
Sentir uma mão tocar me lá dentro,
E desvincular o pranto que se põem a ornar me.

Pura imagem carregada no tempo,
Esplendidos polares de um som distante,
Vindo assim um fogo noturno,
E na noite que vagam teus olhos,
As chamas enobrecem um sentimento sem fim.

Sim senhora dona de poucas palavras,
De atos distante por mim percebido,
Como é bom o dia de hoje,
Sentar mos na sala a papear.
Lembrar da infância que bate e corrige,
Da força e coragem que tu sempre teve,
De lembrar que hoje se ando,
Deus me deu as pernas, você meu deu os passos,
E hoje e eternamente lhe agradeço minha mãe...

18/04/2012



Nunca imaginei que um dia de fato seria amada, e muito menos uma pessoa teria tanto medo de me perder.
O que em mim chamou a atenção dela? Será que foi pelo fato de que eu fui a única que aceitei ela com suas condições especiais? Não sei!
Recentemente eu e ela tivemos uma briga por telefone por que ela queria que eu aceitasse a amizade dela com a ex dela. Nossa! Nossa! Aquele pedido me deixou revoltada e magoada. E o que mais me deixou indignada foi que esse pedido, partiu da namorada da ex dela pra ela.
Minha resposta foi simplesmente: “não! Se você que ter contato com ela então esqueça que eu existo”...
Conversamos muito e sei que foi muito visível a minha frustração por aquele pedido tão incoerente e sem lógica, e mais ainda minha mágoa, que fez com que ela escrevesse uma carta (da qual ela deixou eu por no blog)...

Uma Carta para você

Hoje dia 12/04/2012, estou me sentindo mal, estou com aqueles fantasmas que tanto me  perturbam , insistem em não deixar eu ser feliz no amor, fantasmas esse que pensei que eu tinha afastado de mim , pensei que estava tudo bem que agora tinha encontrado a pessoa que me compreendesse que me daria a mão para me ajudar, e realmente encontrei sim essa pessoa a pessoa na qual eu a amo muito, mais por uma palavra que falei essa sensação volta a mim as sobra e essa sensação é uma das piores que tem.
Ai vc fica pensando será que amanha vou acorda e vai estar tudo bem, ou será que ela vai termina comigo por medo de passa por tudo aquilo de novo, essa duvida me consome por dentro não sei o que me espera amanha, pois não sei o que se passa na cabeça dela, se eu pudesse estar La agora e olhar nos fundos dos olhos dela e dizer eu te amo minha gata me desculpa, é mais infelizmente não estou, estou em são Paulo, e simplesmente estou desesperadas sabendo que minha namorada pode estar pensando mil coisas sobre mim, pensando em termina nosso amor. Sabe sei que ela gosta de mim, mais também sei que o medo dela é muito maior, maior a tal ponto de termina tudo. E volta a ser aquela mulher triste, sabe sem brilho no olhar.
Não quero cometer os mesmos erros que cometi no passado não quero machuca La, mais sinto que cada vez mais estou machucando ela de alguma forma, essa mulher é linda, maravilhosa, em todos os sentidos, mais não quero perde-la por causa de atitudes minhas meu deus será que só eu nesse,mundo não tenho direito de ser feliz? De querer construir uma vida.
 há Só sei que  perde vc já era ai sim que me entrego na bebida, por que você é minha ultima tentativa se não for vc não quero mais ninguém


12/04/2012                01h57min: 38  

15/04/2012


Olá pessoal
Nossa é a primeira vez que eu faço saudação aos meus leitores... Que legal!
Bom gente recentemente, mas propriamente dito essa semana que se passou, na quarta feira me fizeram um questionamento assim: _Nice porque você não segue muitos blogs? Porque você só comenta de uns e não comenta de outros? Porque você que não gosta de divulgar blogs divulga quatro blogs e de outros não?
Eu sei que a pessoa que me questionou isso esta através desses questionamentos querendo reclamar sobre eu não ter essas ações ai questionadas feito no dela. Eu não a respondi por que não tive tempo, e também não queria deixar a pessoa chateada, mas aqui escrevo esse texto respondendo (não só a ela), mas a outras pessoas que por ventura se fazem o mesmo questionamento, porém não tiveram a mesma vontade que ela de assim fazer.
Eu realmente não sigo muitos blogs não, pelo simples fato que pra mim não me interessa quantidade e sim qualidade.  Também não sigo um gênero especifico de blog como por exemplo só seguir blogs que falem de homoafetividade não.
Tem também o fator interesse (que não cabe aqui um julgamento de qualidade), mas sim um interesse particular meu. Por exemplo: eu tenho uma amiga há 17 anos que tem um blog sobre a estética das pessoas, onde ela aborda assuntos: maquiagem, vestimenta, perfil e tudo mais que se relacione a estética, e isso já não me interessa, o que me fez apenas entrar no blog dela, fazer um comentário zoando com ela e não segui-la.
Quanto a fator comentários: eu já sigo poucos blogs porque não vejo lógica (ainda que a pessoa diz não ter tempo pra comentar) de você seguir um blog e não comentar a postagem colocada, é por isso que eu tenho poucas pessoas que sigo, pra que eu possa ler a postagem e redigir meu comentário. Todos os blogs que sigo eu procuro comentar, ora longos, ora curto, mas sempre tento comentar. O único que sigo que não comento muito é “As cartas que eu não mando”, por que. Pelo fato que ela posta muitos textos (cartas) em um dia só, e como voltei a trabalhar (pois estava de férias), e tem o meu curso de manhã, não da tempo, porém uma vez ou outra comento.
Por fim a divulgação: Realmente não gosto de divulgar nada, odeio que fiquem me pedindo pra divulgar o seu trabalho, seu blog, site e tudo mais...  tenho a impressão que estou pedindo votos. Não faço isso nem com o meu.
Contudo divulgo sim quatro blogs que acho fantástico (e olhe que pra mim fazer isso tem que ser muito bom mesmo). Primeiro lugar GARÇOM ME DE MAIS UMA DOSE POR FAVOR, http://tarolass.blogspot.com.br/2012/04/tentativa-numero-4-ser-lumpen.html meu só pelo nome do blog eu já achei demais, o que me parece que ela mudou o nome do blog, mas ainda continua muito bom. Essa menina escreve poesias maravilhosas, textos ricos em todos os sentidos, realmente fiquei apaixonada e fissurada pelo blog dela, fora que ela tem uma coisa que admiro muito em um blogueiro, que é responder os comentários das pessoas, e não de modo estúpido como às vezes vi fazerem.
Segundo Casa se Madame Sophia- http://casademadammesofia.blogspot.com.br/, essa moça também é demais, seus poemas são tirados do verdadeiro sentimento de sentido. As imagens que ela coloca da muito sentido a poesia, e como a primeira ganha também minha admiração por responder aos comentários.
Terceiros: A Rainha do Baile...  http://arainhadobaile.blogspot.com.br/Maravilhoso... Esplêndido... Sem comentários, mas ela antes não comentava os comentários das pessoas.
E por fim: Asno de ouro. Não tem nada haver com poesias, mas ele aborda coisas que ocorrem na mídia, no nosso dia a dia, que as pessoas não percebem e que figurativamente estão nos chamando de otários, mas infelismente foi removido, só não sei porque motivo.
Recentemente descobri através do vblog das dedilhadas um blog de uma moça muito legal, não vou aqui destrichar comentários coloco o blog e admirem quem quiser: Escreva Lola escreva _http://escrevalolaescreva.blogspot.com.br/2012/04/guest-post-psicopatia-esta-por-perto.html.
Tem blog que eu hoje nem mais entro, quanto mais comento, pois a característica que o blog antes tinha, que havia me fascinado perdeu-se e não de modo a ficar mais atraente e interessante, mas viraram publicidade barata e sem contexto...
Bom não sei se respondi a sua pergunta, mas é isso ai...

02/04/2012

Parâmetros homossexuais


Só ele Pode Julgar nossos atos...







x









Parâmetros homossexuais

Eu sou uma pessoa homossexual, mas eu, não sigo os parâmetros homossexuais, porque eu vejo muita promiscuidade nos relacionamento homossexual. Vejo muitos homossexuais dar motivo pra que a sociedade (que de um modo geral já é preconceituosa por natureza) ganhem mais ênfase em seus preconceitos e difamações.
Recentemente minha colega de serviço me contou que viu uma notícia no jornal de um casal gay que conseguiram (que, diga-se de passagem, já é difícil) adotar uma criança de cinco anos de idade, onde esse casal quando ia trabalhar ao sair, deixava essa criança amarrada na cama, espancava essa criança e pior EXTRUPAVAM essa criança. É onde eu paro pra pensar e passo a mudar a minha opinião quanto a casais homossexuais adotarem uma criança, pois ainda que queiram chamar de filho nunca vão ter o sentimento por essa criança da mesma forma que se tivessem gerado, por isso que aqui fique bem claro: sou contra a adoção de crianças por homossexuais e não de homossexuais terem filhos naturalmente. E podem ter certeza que a lei vai ser mais rígida ainda com casais excepcionalmente gays.
Mas ai as pessoas me dizem que não podemos pegar um caso e generalizar, porém eu generalizo, pois hoje o que mais me revoltou foi saber que uma amiga minha que era casada há dez anos e que adotou o próprio sobrinho (que eu considero como meu), maltratava (o que deveria ser) seu filho.
Quando uma delas saia pra ir pra faculdade ou qualquer outro lugar, a outra maltratava o menino que tem só dois anos de idade, não sei dizer com exatidão o tamanho dos maus tratos. Então, ou seja, deve haver muitos casos e que aos nossos olhos são poucos que vemos. Minha amiga foi denunciada pela vizinha por maus tratos.
Acredito que demos um grande passo ao conseguir o direito de casar no cartório, e não em um cartório especifico como era antigamente, onde era muito difícil se achar, ou quando não tendo que ir pra outro país se casar. Claro que devemos levar em conta que essa lei não assegura totalmente um casamento homossexual, não é totalmente correta e nem segue todos os parâmetros e rigidez de um casamento, hetero; também a juízes que ainda não seguem a lei e se recusam a casar casais homossexuais, mas desde que a lei foi implementada, e posta em vigor, só ouvi noticiar dois casos (que não vem ao caso agora) de casamentos negados pelo juiz, e um casamento que o juiz anulou, mas hoje já não somos obrigados a simplesmente juntarmos os panos e passar muitos anos casados com uma pessoa, de perdermos nossos direitos de um término de casamento.
Nossas lutas vêm já de muitos anos através do que eu chamo “visão do inferno”, que é a parada gay.
Ela que deveria ser uma luta pelos direitos e respeito dentro da sociedade, como modo das pessoas de nos integrar a elas, passou a ser um carnaval homossexual, e não mais uma luta de direitos iguais como foi o caso antigamente que as mulheres fizeram e ainda fazem perante os direitos junto aos homens.
Vejo na parada gay pessoas tentarem adquirir o que chamam de direito civil, humano, um respeito em cima de desrespeito contra a sociedade.
Vejo quererem que a sociedade nos engula (Zagalo) desrespeitando-a de modo a mostrar os peitos durante (o que seria) a passeata, um manifesto de direitos, expondo as bundas a idosos, crianças, e famílias.
Em meio a toda a farra que a parada gay, um carnaval de homossexual assim se criou, só uma coisa eu não vejo, a luta pelos direitos e igualdades junto aos heteros.
Mas ai podem virem a me perguntar:
_como você acha que conseguimos esse direito em relação ao casamento homossexual?
Diria da seguinte forma:
_não foi em parada gay, pois existem pessoas que fazem palestras, tem programas (televisivos, rádios, crônicas em jornais e tudo mais) do qual abordam esses assuntos no intuito (que não é o da parada gay) de chamar a atenção para a mudança na lei em favor também dos homossexuais.
Heteros se juntam a povo na parada gay não no intuito de nos ajudar na luta, mas sim de farrear, de zoar e tudo mais, isso me decepciona e me faz cada vez mais dizer:
_o dia que a parada gay voltar a ter o mesmo intuito que tinha na época em que foi criada eu voltarei a participar, caso contrário ainda será pra mim uma “visão do inferno”.
Porém, diga-se de passagem, também odeio carnaval, se ta ai uma época do ano que detesto e odeio do fundo do âmago é o carnaval.
Às vezes sinto que realmente a sociedade tem razão quando nos qualifica normais e nós anormais; onde dizem que o nosso modo de viver em meio a sociedade é muito diferente, pois na visão deles vivemos de farra,  bebedeira, sem responsabilidade social e pessoal até. Para eles somos promíscuos e volúveis, e o que é isso?
Promiscuidade:
1.     misturado, indistinto, confuso.
2.     que tem vários parceiros sexuais.
3.     (Gramática) (Antigo) epiceno.
4.    Que conota sexo.
Quando leio o dicionário e vejo o significado dessa palavra entendo perfeita mente porque a sociedade nos coloca nela, nos aponta como pessoas promíscuas.
Volúveis:
1.    Volúveis : que gira
2.    inconstante
3.    (Botânica) diz-se das hastes que se enrolam espiralmente em volta dos corpos vizinhos
Acho que não preciso acrescentar mais nada.
Nossos comportamentos nos difamam, nos condenam, nos faz ser realmente anormais quando não somos, quando deveríamos ser iguais a eles. Nossos comportamentos nos faz perante os olhares deles uns lixos, e para alguns homossexuais (como eu) que tenta fazer com que a sociedade nos olhe com respeito, uma vergonha.
Compreendermos que nossos relacionamentos deveriam ser levados a sério, e não por eles (heteros) e sim por nós mesmo, coisa que não há.
Sem falar na falta de caráter que acha que não temos.
Já fui (e ainda sou) observadora de muitos casais homossexuais que se desrespeitam ao ultimo, não levam seu relacionamento a sério, desrespeitam suas parceiras (o) de modo a agredir a sua integridade.
Ex namoradas (o) é algo que vejo que homossexuais tem uma dificuldade incrível de eliminar. Sempre digo que todo mundo tem passado, e tem ex, mas para muitos homossexuais falar de ex é comum que até parece não ser ex (falecidos).
Estão sempre fazendo um comparativo com a atual e a falecida (o);
Brigam por causa de ex é algo muito constante;
Terem que trocar e-mail, telefone celular, apagar isso- aquilo, tudo por conta de ex;
Sinto que homossexuais são muito inseguros, desconfiados, e para alguns é prazeroso ver seu ex ficar correndo atrás dele (a), e não veem que isso é pura criancice, e o que poderia ser o começo de algo novo, bonito e que te daria uma imensa felicidade a pessoa joga fora por conta de ex.

O que é ativo, passivo e relativo?
Vocês já pararam pra pensar quão idiota é essa classificação, senão pararam parem e pensem
Pra mim ela só me pergunta uma coisa: você na cama é homem ou mulher?
Nossa como odeio quando uma pessoa que já sabe de mim vem com a pergunta mais ridícula de se ouvir: você é o homem ou a mulher da relação?
Porra! Puta que pariu me enoja ter que responder esse tipo de pergunta, e pior eu não posso culpa-los em me perguntar isso, pois, fomos nós mesmo que demos essa permissão a eles, quando nos qualificamos de modo diferente aos deles; quando nos diferenciamos deles na questão; respeito, amor, família, estudos e emprego.

Por isso não sigo parâmetros homossexuais.
Quero ter filho, mas irei fazer de modo natural;
Não frequento parada gay;
Não junto os panos, me casarei no papel;

Tudo que vejo é que montamos noções erradas para a sociedade sobre nós mesmos por nossos comportamentos e nossas maneiras de pensar, e enquanto não nos conscientizar que a mudança na sociedade começa em nós com nós mesmo, com nosso modo de pensar e agir tudo vai continuar como esta.









03/03/2012


          Vira, Virou
Por causa de você
Eu descobri que eu
Podia ser feliz
Contigo eu aprendi
Que quando a gente quer
Amar pode dar certo
Por causa de você
Eu dividi por dois
A dor e o prazer
Somei as emoções
Trocando sensações
Vergonhas e desejos
Por causa de você as vezes eu chorei
Do medo ao desatino
De tudo eu já provei
Você abriu a porta pra ilusão entrar
Falando de um tesouro fácil de encontrar
Por causa de você o mundo faz sentido
O meu melhor segredo eu digo ao teu ouvido
Amor eu descobri
Que eu gosto tanto de você
Quanto eu gosto de mim
Vida, a vida virou, a roda girou e você chegou na minha vida
A linha do destino a gente traça
Por teu amor não há o que eu não faça
Vida, a vida virou, a roda girou e você chegou na minha vida
Meu bem eu só queria te dizer
Que eu não me arrependi de amar você